segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Soneto?

Sempre que chego finjo ser alguém
Uma pessoa comum, sem destacar-te
Mas o coração no meu peito arde
Pois desse impossível amor é refém

Teus cabelos castanhos ondulados
Tua voz profunda e desconcertante,
meu coração do compasso fica parado
e meus passos até ti são vacilantes
 
Fraternidade entre nós é existente.
Fácil. Qualquer um isso sente.
Difícil mesmo é ao amor te convencer
 
Fazer-te conseguir enxergar
Deixar a amizade, fazer-te amar
Pra sempre comigo permanecer.
 
****
 
Soneto? Uma das regras eu consegui - 14 versos. Dois quartetos e dois tercetos.
Mas ele todo ser decassílabo? Isso é muito difícil. A primera estrofe sim, mas o restante...
Mas é um "surto criativo" regularizado.

Um comentário:

  1. Legal!
    Eu tambem escrevo, mas a parte decassilabica é muito complicada...

    ResponderExcluir